Alimentos que nos ajudam a fazer as pazes com o corpo


Quando a refeição nos “pesa”, há que saber que certos alimentos nos vão poupar ou reduzir o desconforto abdominal. Ingredientes que não são a cura, antes coadjuvantes.

Funcho

Os pais sabem bem como um chá de funcho tem efeitos benéficos no desconforto intestinal dos pequeninos. Indigestão, azia, flatulência, cólicas, entre outros agastes do trato intestinal têm na infusão de funcho (as sementes) uma inimiga visceral. Basta juntar, numa caneca, água quente a uma colher de sobremesa de sementes de funcho. Para mais, tem um agradável e delicado sabor.

Curcuma

Rica em antioxidantes, a curcuma, também designada açafrão-da-terra devido à sua cor, tem uma ação anti-inflamatória que coopera para diminuir o desconforto no estômago. Pode preparar uma infusão caseira à base de curcuma. Basta acrescentar água a ferver à curcuma (o chá é vendido comercialmente).

Água de arroz integral

Sim, já torceu o nariz frente à ideia de consumir a água resultante da cozedura do arroz. Contudo, é um poderoso coadjuvante na recuperação do organismo de “estragos” intestinais. Pode fazer esta água da seguinte forma: num tacho verta uma chávena de arroz integral. Junte-lhe o correspondente a chávena e meia de água e deixe cozer. No final, coe o líquido, deixe arrefecer e beba o correspondente a uma chávena.

Infusão de camomila e de hortelã

Ambas têm um excelente efeito calmante no trato intestinal. A camomila reconforta. Por seu turno, a hortelã, revitaliza. Encontra ambas as plantas em superfícies comerciais. Beba-as pela manhã, a acompanhar um pequeno-almoço ligeiro, ou após a refeição.

Carvão Vegetal

Não é de hoje que o carvão vegetal se tornou um aliado no combate à desintoxicação do organismo. Um potente ativador dos movimentos do intestino e, consequentemente, na expulsão de elementos desnecessários ao bom funcionamento do organismo. Para mais, o carvão vegetal é excelente para corrigir a acidez no aparelho digestivo. Pode, neste caso, ingeri-lo em cápsulas. Há exceções: crianças com menos de dois anos não o devem ingerir, pessoas com hipersensibilidade à fórmula, gravidas e mulheres que estejam a amamentar.

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo