top of page

Dicas para não Stressar na reta final do ano!


O regresso ao dia a dia agitado, a falta de tempo, a pressão social e laboral e o aumento do custo de vida associado à inflação podem estar a contribuir para um aumento do stress e ansiedade.


A ansiedade é uma reação normal ao perigo ou ao stress do quotidiano. Pode ser entendida como uma sensação de medo perante uma ameaça ou uma preocupação perante algo que poderá acontecer e que tememos ser negativo. De facto, as perturbações de ansiedade são comuns e em Portugal, segundo dados citados pela Direção Geral da Saúde (DGS), podem afetar quase uma em cada 10 pessoas.


De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o stress pode ser definido como qualquer tipo de alteração que cause desgaste físico, emocional ou psicológico. Manifesta-se através do medo, preocupação, incapacidade de relaxar, aumento da frequência cardíaca, dificuldade em respirar, perturbação nos padrões de sono, alteração nos padrões alimentares, dificuldade de concentração, agravamento de condições de saúde pré-existentes (física e mental) e aumento do uso de álcool, tabaco e outras drogas. Todos estes fatores têm graves implicações na saúde e na funcionalidade do ser humano.

A forma como o stress atinge cada um de nós é distinta. É por isso fundamental saber gerir o stress de maneira a melhorar a qualidade de vida e o bem-estar.


1. Trace metas exequíveis


Adote objetivos a curto, médio e longo prazo que possam ser cumpridos. Impor-se metas irrealistas só prejudicará a sua saúde mental, uma vez que afetarão a sua capacidade de trabalho e a sua autoestima e, com isso, aumentar-lhe-ão o stress percecionado.


2. Estabeleça prioridades


No dia a dia é impossível trabalharmos em várias frentes em simultâneo. Crie uma lista de temas prioritários para cada um dos seus dias e vá, paulatinamente, eliminando os assuntos pendentes à medida que a semana se desenrola. Não tente resolver todos os problemas ao mesmo tempo.


3. Tenha tempo para si


Nós não somos só trabalho. Crie nos seus dias úteis tempo para si: seja para ver uma exposição, ler um capítulo de um livro, ir às compras ou fazer aquele programa que anda a adiar e que lhe dariam energia extra.


4. Relaxe


Procure uma massagem corporal, vá um dia a um spa, arranje o cabelo ou priorize qualquer atividade que lhe devolva conforto e bem-estar.


5. Relativize os problemas


Todos temos grandes questões de vida para resolver. Mas um grande problema hoje pode não passar disso mesmo: uma situação temporária com data de validade. Lembre-se sempre que o tempo ajuda a resolver uma série de eventos que lhe podem estar a causar sofrimento.

5 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page